Haydn Alexeievna Romanov

Sou somente mais uma escuridão de pensamentos fúnebres que se apegaram a alguma matéria sólida já quase inútil.

Uma leve brisa que percorre o cemitério das almas dilaceradas; procuro uma palavra entre mil versos da qual um dia eu poderia me aproveitar para reabrir um sorriso no rosto.

Ao mesmo tempo que todos vivem no mesmo mundo, existo num lugar à parte e alheio, onde somente o que me alcança são algumas cartas que venho guardando comigo. Talvez algum dia no futuro eu venha a olhar para trás e aprender alguma coisa com estes pedaços de papel em decomposição.

Enquanto isso não acontece, afogo-me sobre tinta preta em pergaminho velho.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: