Publicado por: Hannah Andrade | junho 1, 2010

Carta 5

Pois parece que é aqui onde tudo termina para então começar mais uma vez. As coisas estão completamente fora de seus lugares, cores se confundem e se cruzam num tom sinistro de cinza e prata. Dias que outrora eram de chuva agora são de outono. E no outono não chove.

Não que gotículas de água caindo do céu sejam uma coisa boa, mas é que uma estação muito seca também é árdua de se atravessar. Sempre achei tudo fácil demais. Sei que errei. Agora não dá mais. Você me mandou ir para longe. Realmente não cabíamos como o casal feliz no final da peça.

Só queria dizer que, o tempo todo, pensou que as coisas fossem ser como você queria. Que você ia ouvir apenas o que lhe convinha, que tudo seria pintado com suas cores favoritas e que meus sentimentos nunca fossem ser desenhados do lado de fora do meu mundinho particular.

Desculpa se errei.

E te desculpo por também ter errado comigo.

Adeus.

P.S.: Ainda te amo e sempre vou te amar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: